Arquivo da tag: Fim do Mundo

Adolescente indiana se mata por medo de experiência com o superacelerador

LHC

LHC

Impressionada, menina de 16 anos tomou pesticida na cidade de Bhopal.
No leste da Índia, muitas pessoas acharam que seria o fim do mundo.

Uma adolescente no centro da Índia se suicidou nesta quarta-feira (10) porque ficou traumatizada com as reportagens que diziam que o experimento para recriar o “Big Bang”, na Europa, podiam levar ao fim do mundo, disse o pai da garota.

A moça de 16 anos morava no estado de Madhya Pradesh, bebeu pesticida e foi levada ao hospital, mas logo morreu, segundo a polícia.

Seu pai, identificado pela TV local como Biharilal, disse que a filha, Chayyam, se matou depois de assistir às previsões feitas pela TV indiana.

“Nos últimos dois dias, Chayya perguntou a mim e outros parentes sobre o fim do mundo no dia 10 de setembro”, disse Biharilal, segundo a TV.

“Tentamos distraí-la e dissemos a ela que ela não deveria se preocupar com tais coisas, mas não adiantou”, acrescentou.

Nos últimos dois dias, muitos noticiários indianos discutiram as previsões de que uma enorme máquina de choque de partículas, enterrada abaixo da fronteira entre a Suíça e a França, pudesse trazer o fim do mundo.

Leia também: LHC já está ligado, mas resultados só devem vir para valer em 2009

A máquina foi ligada na quarta-feira. O experimento está sendo descrito pelos cientistas como o maior da história humana.

A máquina faz as partículas se chocarem na tentativa de obter, em escala reduzida, o mesmo fenômeno da teoria do “Big Bang” de criação do universo.

Os cientistas e pesquisadores-chefes da Organização Européia de Pesquisa Nuclear disseram que a experiência é segura. Eles negam as previsões de que o feito poderia criar um buraco negro.

Mas, na Índia, que é profundamente religiosa e supersticiosa, o medo em relação à experiência se espalhou graças à mídia.

No leste da Índia, milhares de pessoas correram aos templos para rezar, enquanto outros saboreavam seus pratos preferidos, à espera do fim do mundo.

Fonte: G1

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias, Tecnologia

LHC já está ligado, mas resultados só devem vir para valer em 2009

Superacelerador passa agora por fase de validação de todos os sistemas.
Expectativa é ter 150 dias para colher dados de física no ano que vem.

O LHC começa a manipular e acelerar prótons hoje, mas os resultados científicos relevantes que o mundo espera não virão do dia para a noite. É certo que grandes descobertas terão de esperar, pelo menos, até 2009.

“Você ligar um acelerador desse porte não é como ligar um aparelho na tomada”, explica Sérgio Novaes, físico da Unesp (Universidade Estadual Paulista) envolvido com o projeto internacional coordenado pelo Cern (Organização Européia para a Pesquisa Nuclear), na Suíça.

Cern

Trabalhador solda peças no interior do túnel do LHC (Foto: Cern)

“Tudo é um processo, que começou 20 anos atrás, no momento em que o LHC começou a ser projetado”, diz o cientista. “Para que se tenha uma idéia, só para resfriar o túnel [por onde passam as partículas] levou dois meses.”

O resfriamento é necessário porque o LHC (Grande Colisor de Hádrons, na sigla inglesa) manipula os prótons por meio de imensos magnetos supercondutores, que exigem temperaturas baixíssimas para operar corretamente.

Grosso modo, o LHC é uma espécie de “rodoanel” para prótons. Um túnel circular de 27 km, localizado sob a fronteira entre a Suíça e a França, ele servirá para acelerar feixes de partículas até 99,99% da velocidade da luz.

Produzindo um feixe de prótons em cada direção, a idéia é colidi-los quando estiverem em máxima velocidade. O impacto é capaz de simular condições próximas às que existiram logo após o Big Bang, gerando um sem-número de partículas elementares.

Nesta quarta-feira, pela primeira vez os cientistas do LHC viram feixes de prótons completando voltas inteiras pelo anel. Mas as primeiras colisões só devem acontecer em no mínimo 60 dias.

“Já devemos conseguir alguma física ao redor de novembro”, diz Harvey Newman, físico do Caltech (Instituto de Tecnologia da Califórnia) envolvido com o LHC. Mas, por alguma física, ele quer dizer a observação de certas partículas — já conhecidas — geradas pelas colisões do novo acelerador.

“Esse processo é muito importante”, conta Novaes, “porque é a partir dele que começamos a usar elementos bem conhecidos da física para entender o desempenho dos novos detectores.”

Como tudo no LHC é novo, os cientistas precisam de tempo para aperfeiçoar suas operações e obter resultados significativos. Espera-se que essa curva de aprendizado comece a se acentuar, em benefício da ciência, a partir de 2009. “Será quando haverá a validação do LHC para altas energias. O planejamento do Cern espera que 2009 tenha 150 dias de tomada de dados de física”, afirma Novaes.

A partir daí que poderão começar as grandes buscas inéditas do novo acelerador, como por exemplo a caça ao famoso bóson de Higgs.

Fonte: G1

1 comentário

Arquivado em Notícias, Tecnologia