Arquivo da tag: Empresa

Michael Jackson será a celebridade que vai faturar mais em 2010

Mesmo morto, rei do pop é aposta dos analistas de mercado para fazer mais de US$ 200 milhões no próximo ano, acima de Ronaldo e dos Beckhams

AP Photo

O cantor Michael Jackson, durante anúncio de sua turnê mundial 2009: shows em Londres que nunca aconteceram

Mesmo depois de ser devidamente enterrado, o cantor norte-americano Michael Jackson continuará sendo a celebridade a faturar mais como marca em 2010. A aposta é dos analistas de mercado britânico, que elegeram Michael o “mais valorizado” de uma lista de 20 celebridades com poder para movimentar as caixas registradoras no país.


O ranking inclui o cantor Elvis Presley, o ator Heath Ledger (o Coringa de Batman) e a vencedora do Big Brother, Jade Goody, todos falecidos.

Morto aos 50 anos, a imagem de Jackson tem potencial para vender de roupas e acessórios até bonecos e chaveiros, ampliando uma já lucrativa linha comercial que deve perdurar com os anos.

A lista traz ainda os atores Daniel Radcliffe e Emma Watson, de “Harry Potter”, cantoras pop como Lady GaGa e Britney Spears, o ator Robert Pattinson, o vampiro de “Twilight”, a herdeira e empresária Paris Hilton, e esportistas como o corredor de Fórmula 1, Lewis Hamilton.

A previsão foi feita por mil especialistas em licenciamento e branding, os maiores da Europa, que se reunirão para o evento Brand Licensing em Londres no final deste mês.

Segundo Ciarán Coyle, diretor do Beanstalk Group, “os herdeiros de Michael Jackson poderiam faturar de US$150 milhões a mais de US$ 200 milhões em royalties de licenciamento de 2010”.

“A imagem de Michael e seu legado estão licenciados para qualquer tipo de produto, de moedas a roupas, livros e até bichinhos de pelúcia”, disse Coyle ao jornal inglês The daily Telegraph.

“Para se entender melhor as coisas, a marca Elvis faturou US$ 45 milhões no ano passado e só uma pequena parte disso veio de acordos de licenciamento”.

“O motivo pelo qual Michael Jackson continuará faturando como uma marca licenciada é que ele tinha fama e uma ligação muito forte com seus potenciais consumidores”, garante.

20 Maiores Marcas de Celebridades para 2010 *
Posição Celebridade
1 Michael Jackson
2 Cristiano Ronaldo
3 Lady GaGa
4 Emma Watson
5 Daniel Radcliffe
6 David e Victoria Beckham
7 Lewis Hamilton
8 Robert Pattinson
9 Elvis Presley
10 Britney Spears
11 Katy Perry
12 Andy Murray
13 Usain Bolt
14 Jenson Button
15 Kate Moss
16 Katie Price
17 Jamie Oliver
18 Paris Hilton
19 Heath Ledger
20 Jade Goody
*Brand Licensing

Siga pelo Twitter



Fonte: Epoca Negócios

Deixe um comentário

Arquivado em Entretenimento, Música, Notícias

Morte de Jackson marcou dia mais triste na Internet, diz estudo

Estudo monitorou frases de status de blogs.
Eleição nos EUA foi o dia mais feliz no país.

Foto: AP

AP
Michael Jackson em show da turnê ‘Dangerous’ em agosto de 1993. (Foto: AP)

É possível dizer o quanto estamos felizes? Sim, de acordo com cientistas norte-americanos que inventaram uma maneira de medir a felicidade de milhões de blogueiros e descobriram que a morte de Michael Jackson foi um dos dias mais tristes, enquanto a eleição dos Estados Unidos foi o dia mais feliz em quatro anos.

Peter Dodds e Chris Danforth, um matemático e um cientista do Centro Avançado de Computação na Universidade de Vermont, criaram um “sensor” para monitorar 2,3 milhões de blogs e reunir frases que começassem com “eu sinto” ou “estou sentindo”. Cada frase recebia, então, uma pontuação de felicidade desde 1 ponto até 9, dependendo de um sistema de pontos fixados a 1.034 palavras. Por exemplo, “vitorioso” marca 8,87 pontos, “paraíso” 8,72, e “suicídio”, 1,25.

Eles disseram que esse “medidor de felicidade” mostrou que o dia da eleição norte-americana, em novembro do ano passado, foi o dia mais feliz em quatro anos com um pico na palavra “orgulhoso”, enquanto o dia da morte do “Rei do Pop” foi o mais triste.

“A proliferação da assinatura pessoal online, como a dos blogs, nos dá a oportunidade de medir os níveis emocionais em tempo real”, disseram em um artigo intitulado “Medindo a felicidade de expressões escritas em grande escala: músicas, blogs e presidentes”.

10 milhões de frases

O estudo dos cientistas, divulgado esta semana no Journal of Happiness Studies, envolveu a reunião de cerca de 10 milhões de frases.

“Nosso método é apenas aplicável a textos de grande escala, como os que estão disponíveis na Internet. Qualquer frase solta não poderia mostrar muito. Há muita variabilidade em expressões individuais”, disse Dodds.

Os cientistas disseram ainda que os autores dos blogs tendem a ser mais jovens e mais educados do que a média, e representam amplamente a população norte-americana.

Além disso, os autores também escrevem em um ambiente neutro, onde se sentem confortáveis, ao contrário de outras pesquisas de felicidade, em que os participantes são colocados no foco da atenção.

“Eles pensam que estão se comunicando com amigos, mas (desde que os blogs são públicos), estão lendo sobre os ombros dos outros”, afirmou Danforth.

Adolescentes infelizes

Os pesquisadores disseram que seus resultados também contradizem dados recentes da ciência social que sugere que as pessoas sentem basicamente o mesmo em todas as etapas de sua vida.

O novo método indica que os adolescentes jovens são mais infelizes com um uso desproporcional de palavras como “doente”, “ódio”, “estúpido”, “triste”, “deprimido”, “entediado”, “solitário”, “louco” e “gordo”. E então, as pessoas se sentem mais felizes até chegar a velhice, quando a felicidade diminui.

Mas os cientistas disseram que era impossível saber exatamente o que ocorre na cabeça das pessoas.

“Nosso estudo é uma exploração de dados”, disse Danforth. “Não é sobre o desenvolvimento de uma teoria”, acrescentou.

Siga pelo Twitter



Fonte: G1

1 comentário

Arquivado em Entretenimento, Música, Notícias

Warner e YouTube não chegam a acordo, e Madonna segue fora do site de vídeos

Clipes de artistas da gravadora foram retirados do ar em dezembro.
Já Universal Music fez parceria que inclui até plano de site exclusivo.

Madonna durante show no Rio de Janeiro, em dezembro de 2008. (Foto: Antonio Scorza / AFP)

A Warner Music, terceira maior gravadora do mundo, ainda está em processo de negociação com o site de vídeos YouTube para licenciar clipes de seus artistas, apesar de todas as outras grandes gravadoras já terem renovado seus contratos.

A EMI Music, a menor das quatro grandes gravadoras, renovou discretamente seu contrato com o YouTube em fevereiro, logo depois da Sony Music Entertainment e à frente da Universal Music Group, unidade da Vivendi.

Além de renovar seu contrato com o site de compartilhamento de vídeo, a Universal Music anunciou planos mais amplos de fechar uma parceria com o YouTube para a criação de um site exclusivo para videoclipes chamado Vevo, que deve ser lançado ainda este ano.

Já a Warner Music, que, ironicamente, foi a primeira grande gravadora a fechar um acordo com o YouTube, está agora sozinha na sua demora para renovar a parceria com o site.

Clipes de artistas da Warner, como Madonna e Green Day, foram retirados do youTube em dezembro último após tentativas frustradas de ambos os lados para chegar a um acordo sobre os termos financeiros das licenças de direitos autorais.

Duas fontes próximas às duas companhias afirmaram que, enquanto as negociações continuam em andamento, não há expectativa iminente de pronunciamento de ambas as partes.

Como presidente-executivo da única empresa de capital aberto entre as grandes gravadoras, a Warner Music, Edgar Bronfman tem grande interesse em conseguir melhores condições no acordo com o YouTube. Ele também enfrenta um momento especialmente difícil no mercado de música, que tem sofrido com a queda nas vendas de CDs e com a lentidão no crescimento das vendas de música digital.

Siga pelo Twitter



Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Entretenimento, Música, Notícias

Vídeo do acidente de Michael Jackson no comercial da Pepsi

Vídeo de 1984 onde o cabelo de Michael Jackson pega fogo

O vídeo foi obtido pelo site US Magazine, e mostra o momento exato onde um erro de pirotecnia causa um acidente queimando o cabelo do cantor.

Veja o vídeo:

http://www.tmz.com/2009/07/15/michael-jackson-pepsi-explosion-video/

Siga pelo Twitter

Deixe um comentário

Arquivado em Entretenimento, Música, Notícias

Advogado e executivo ganham poderes sobre bens de Michael Jackson

Os dois podem reabrir as negociações com a AEG Live, que faria turnê.
Mãe do rei do pop, Katherine Jackson continua na disputa por herança.

Foto: Nick Ut/AP

Nick Ut/AP
À direita, John Branca, executor do testamento de Michael Jackson, e o advogado Howard Weitzman, deixam a corte de Los Angeles (Foto: Nick Ut/AP)

Duas semanas após a morte de Michael Jackson, administradores de sua herança estão temporariamente autorizados a reabrir para negociações os acordos envolvendo a turnê “This is it”, que seria realizada pelo cantor em Londres.
Enquanto fãs, na segunda-feira (13), levaram flores e velas à 02 Arena, onde a série de 50 apresentações aconteceria, advogados estavam na Corte Superior de Los Angeles definindo os poderes dos dois homens nomeados pelo próprio rei do pop para administrar seus bens.

O juiz da Corte Superior Mitchell Beckloff definiu que o advogado John Branca e o executivo de gravadora John McClain têm poderes sobre os negócios do astro até pelo menos 3 de agosto, quando acontecerá outra audiência.
A lista de atribuições da dupla vai desde o controle de todos os bens de Jackson e a responsabilidade de mantê-los em segurança até a liberdade para renegociar com a AEG Live, empresa organizadora do turnê que o cantor faria.

O advogado Paul Gordon Hoffman, membro do time que representou Branca e McClain na corte, afirmou que uma ordem judicial rápida era necessária para que os dois pudessem “tomar as atitudes necessárias para preservar os bens do cantor e sanar as necessidades de seus três filhos”.

Mãe quer poderes

Enquanto isso, papeis preenchidos na corte demonstram que a mãe do rei do pop, Katherine Jackson, ainda busca conseguir poderes para decidir sobre os assuntos relacionados a seu filho, após a morte.

Em uma declaração de nove páginas, Hoffman afirmou que um advogado da família Jackson teria enviado um email alegando que Katherine deveria ser a terceira pessoa responsável pelos negócios do cantor.

Ainda de acordo com Hoffman, para adquirir tal poder, a família teria que entrar com uma ordem judicial, o que ainda não teria acontecido. O advogado acrescentou que todas as decisões de Branca e McClain, ou mesmo suas intenções, foram enviadas aos advogados da família Jackson, para que ela ficasse a par de tudo que estaria sendo realizado envolvendo o nome de Michael.

Siga pelo Twitter



Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Entretenimento, Música, Notícias

Novidades no blog Written World

Written World


Written World agora no Twitter e Orkut

O blog The Written World tem 2 novidades para todos os internautas que visitam a página, agora todos poderam acompanhar o blog pelo Twitter, o microblog de maior sucesso da internet, e também pela comunidade no orkut, onde poderam sugerir matérias a serem postadas, além de críticas e sugestões,lembrando que nessa última semana estamos enfatizando todas as notícias relacionadas a morte do Rei do Pop Michael Jackson.
Twitter:
http://twitter.com/writtenworld

Comunidade no Orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=91680445

Espero a participação de todos vocês 😉

2 Comentários

Arquivado em Carro, Moto & Cia, Curiosidades, Entretenimento, Esportes, Música, Notícias, Tecnologia

Clubes Brasileiros fecham 2007 no vermelho

De 21 clubes analisados por empresa de auditoria, 15 terminaram o ano passado com mais gastos do que receita. Fluminense teve o maior déficit

Josué: um dos responsáveis pela receita do São Paulo, a maior entre os brasileiros

Os principais clubes brasileiros aumentaram suas receitas em 2007 em relação ao ano anterior. No entanto, não foi suficiente para que a maioria deles terminasse o ano passado no vermelho, ou seja, com mais gastos do que ganhos. O maior déficit é do Fluminense, que terminou 2007 com uma dívida de quase R$ 140 milhões (veja tabela abaixo).

O clube das Laranjeiras teve o segundo maior gasto entre os 21 clubes analisados pela empresa Casual Auditores Independentes (R$ 178 milhões), ficando atrás apenas do São Paulo (R$ 186 milhões). A diferença é que o Tricolor Paulista teve a maior receita do futebol brasileiro: R$ 190 milhões.

Outros clubes que fecharam o ano passado com déficit grande foram Flamengo, Santos, Atlético-MG, Palmeiras e Corinthians. Os seis clubes que tiveram uma receita maior do que os gastos foram São Paulo, Inter, Grêmio, Juventude, Atlético-PR e Barueri.

O FATURAMENTO DOS CLUBES EM 2007 (em R$ mil)
Receita Gastos Balanço
São Paulo 190.081 186.233 3.848
Internacional 155.881 136.953 18.928
Corinthians 134.627 157.891 -23.264
Grêmio 109.031 94.333 14.698
Flamengo 89.499 148.732 -59.233
Palmeiras 86.290 110.479 -24.189
Cruzeiro 77.650 80.500 -2.850
Juventude 62.147 51.572 10.575
Atlético-MG 58.326 85.909 -27.583
Atlético-PR 54.091 52.492 1.599
Santos 53.102 89.714 -36.612
Vasco 51.079 60.331 -9.252
Botafogo 41.160 44.893 -3.733
Fluminense 39.335 178.792 -139.457
Paraná 24.910 25.298 -388
São Caetano 23.252 23.467 -395
Barueri 21.004 18.995 2.009
Náutico 19.561 23.853 -4.292
Figueirense 18.981 19.467 -486
Coritiba 14.916 26.324 -11.408
Vitória 11.215 20.582 -9.367

Inter, que negociou Pato em 2007, foi o clube com a maior receita em venda de jogadores

No total, os 21 clubes brasileiros apresentaram uma receita de R$ 1,34 bilhão – 36% a mais do que em 2006. O aumento foi determinado sobretudo pela venda de jogadores, que representou R$ 450 milhões. O maior responsável por esse número foi o Inter (21%), seguido de São Paulo (17%), Corinthians (16%) e Grêmio (12%). Sócios e bilheteria também contribuíram para essa evolução. Por outro lado, a receita com patrocínio e publicidade diminuiu de 2006 para 2007.

Os três primeiros colocados no ranking de receitas mantiveram suas posições em relação ao ano anterior. O São Paulo foi o campeão nesse quesito pela segunda vez consecutiva, graças principalmente à venda de jogadores e às receitas obtidas com o Morumbi.

O Inter, no segundo lugar, também teve seus números impulsionados pela negociação de atletas. Os sócios colorados também contribuíram para a receita de quase R$ 156 milhões. Eles geraram R$ 20,1 milhões em 2007, o que representou 69% de aumento. O Corinthians manteve a terceira colocação também por causa da venda de jogadores (que representou um aumento de 249% em relação a 2006).

O grande salto na tabela foi dado pelo Grêmio, que deixou de ser o 11º e se tornou o quarto clube com maiores receitas em 2007. As razões para essa evolução foram negociação de atletas, bilheteria e sócios.

Situação financeira dos clubes

Considerando-se a situação financeira dos clubes até o fim de 2007, três cariocas estão entre os quatro clubes com as maiores dívidas. O Flamengo está no topo desse ranking, devendo mais de R$ 242 milhões. O Atlético-MG vem a seguir, com R$ 214 milhões de dívidas. O Botafogo tem R$ 209 milhões no negativo, enquanto o Fluminense tem R$ 164 milhões.

Apenas cinco clubes não estão no vermelho: São Paulo, Juventude, Atlético-PR, Santos e Barueri.

Atlético-PR 37.733
Juventude 9.700
Santos 7.421
São Paulo 5.138
Barueri 2.009
São Caetano -996
Figueirense -2.875
Cruzeiro -3.993
Paraná -4.964
Palmeiras -24.189
Coritiba -25.864
Vasco -31.956
Internacional -32.789
Náutico -34.839
Corinthians -62.481
Grêmio -78.961
Vitória -88.558
Fluminense -164.860
Botafogo -209.698
Atlético-MG -214.377
Flamengo -242.401
OBS: Em R$ mil

Fonte: Globoesporte.com

2 Comentários

Arquivado em Esportes

Nickelback entra na mira da Live Nation e fecha contrato milionário

Grana pouca é bobagem com a Live Nation
Grana pouca é bobagem com a Live Nation

Após esbanjar grana fechando contrato com Madonna, Jay-Z, Shakira e U2, a produtora Live Nation agora assinou contrato com o Nickelback.

De acordo com a revista Rolling Stone, foram mais de US$ 50 milhões negociados entre a banda e a empresa. O contrato inclui o lançamento de três álbuns e mais três turnês mundiais.

Antes de começar a trabalhar pela Live Nation, o Nickelback precisa ainda lançar outros dois álbuns com a atual gravadora, Roadrunner Records, para cumprir contrato.

Fonte: Cifraclub

Deixe um comentário

Arquivado em Música

Com saída de Bill Gates, Microsoft perde apenas seu garoto-propaganda

Especialistas ouvidos pelo G1 acreditam que pouco muda com sua aposentadoria.
Há tempos o executivo assumiu papel institucional, deixando o comando para Steve Ballmer.

Divulgação

Bill Gates durante evento em Las Vegas, em janeiro, quando reiterou seu afastamento da Microsoft. (Foto: Divulgação )


Bill Gates, 52, deixou oficialmente o dia-a-dia da Microsoft nesta sexta-feira (27) para se dedicar mais à fundação Bill e Melinda Gates, criada com sua mulher em 2000. Apesar dessa mudança, especialistas ouvidos pelo G1 não acreditam que o afastamento de Gates terá um grande impacto na empresa de software. Gates continuará atuando como presidente do conselho administrativo da empresa. Para isso, uma vez por semana voltará à sede da Microsoft, em Redmond (Washington, EUA).

Mas seu rosto, que se tornou sinônimo da gigante de software, deve se tornar menos freqüente no universo tecnológico. Ele deixará, por exemplo, de fazer o tradicional discurso de abertura da feira CES, realizada sempre em Las Vegas. Também será improvável que suba ao palco novamente para anunciar novidades da empresa, como a próxima versão do Windows, deixando essa tarefa para seu substituto, o diretor-executivo Steve Ballmer.
“A saída dele não deve representar uma grande transformação na Microsoft, porque a cultura da empresa já está consolidada e Bill Gates continuará ligado a ela. Haveria, sim, uma perda se ele deixasse de contribuir com suas idéias, mas não acho que esse será o caso”, afirmou Daniel Couto Gatti, coordenador do curso de Ciência da Computação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Jaci Correa Leite, professor titular do departamento de informática da Fundação Getúlio Vargas (FGV), é da mesma opinião. “Não é mais ele quem manda lá, mas sim Steve Ballmer, que sabe muito bem o que está fazendo. Não vejo uma mudança de rumo significativa na Microsoft, porque há tempos Gates já atua mais como uma figura institucional do que como um comandante. Se eu fosse acionista da empresa, realmente não estaria preocupado”, disse.

Apesar de também acreditar que o impacto será pequeno, Fernando Meirelles, professor titular de informática da FGV, faz uma ressalva. “Ele é uma figura que representa muito a Microsoft, assim como acontece com Steve Jobs e a Apple. Por isso, acho que se a Microsoft tropeçar Gates pode voltar ao comando, como já aconteceu com o seu principal rival algumas vezes”, comparou.

Gabriel Bouys/AFP

Bill Gates durante evento na Califórnia em fevereiro de 2007 (Foto: Gabriel Bouys/AFP)

O próprio Bill Gates não parece achar que sua saída vai afetar a empresa que criou em 1975 com Paul Allen. “Não conheço nenhum caso de aposentadoria que tenha sido tão cuidadosamente pensado”, disse o executivo, que aparece no clube dos homens mais ricos do mundo com US$ 58 bilhões. O processo de transição para dar total controle a Steve Ballmer foi iniciado em 2006, quando Gates anunciou oficialmente sua saída da Microsoft no período de dois anos.

Legado

Nesses mais de 30 anos na frente da Microsoft, Gates “emprestou” seu rosto à empresa e tornou-se sinônimo dela. “Ele virou símbolo da microinformática e está sempre associado à idéia do especialista em tecnologia que deu certo. Isso continuará no consciente coletivo por muito tempo”, acredita Fernando Meirelles, da FGV.

Timothy A. Clary/AFP

Ballmer, líder da Microsoft, se empolga durante as apresentações. (Foto: Timothy A. Clary/AFP)

Silvio Meira, professor titular de engenharia de software do centro de informática da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), diz que o empresário criou a indústria de software como a conhecemos hoje. “Ele tem capacidades técnicas, de negócios e de liderança absolutamente fantásticas. Gates se transformou em um intérprete do mercado de informática, capaz de entender tecnologias emergentes e melhorá-las.”

Na contramão, muitos consideram o executivo a personificação do mal: uma busca no Google por “love [amo] Bill Gates” traz 11,6 mil resultados, enquanto o número mais que dobra, chegando a 24,7 mil, quando se escreve “hate [odeio] Bill Gates”. Silvio Meira afirma que ninguém consegue ter um impacto do tamanho que o executivo teve deixando somente amigos na trilha. E Correa Leite, da FGV, diz que o fato de ele não ser não se defender das críticas deixa aqueles que as fazem ainda mais irritados.

Agora resta esperar para ver como Ballmer se comportará como principal rosto da Microsoft. Se tirarmos como base suas apresentações cheias de entusiasmo, ainda vem muita emoção por aí.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias, Tecnologia

Robô é capaz de entender voz humana e tem vocabulário de 10 mil palavras

Além de tocar DVD, o Chapit permite acesso remoto via internet.
Empresa japonesa Sachiko apresentou o protótipo em Osaka.

AFP/Yoshikazu Tsuno
Os japoneses da Sachiko apresentaram nesta sexta-feira (13) um protótipo do robô Chapit, capaz de reconhecer a voz humana e dono de um vocabulário de 10 mil palavras. O Chapit também toca DVD e permite acesso remoto via internet. (Foto: AFP/Yoshikazu Tsuno)
Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Tecnologia