Jovem dos EUA espionava mulheres após consertar seus laptops


Ele instalava um software espião nas máquinas para registrar imagens das vítimas.
Em um dos casos, diz polícia, registros de uma webcam deram origem a 20 mil fotos.

Autoridades da Flórida detiveram um estudante que, em vez de apenas consertar o laptop de uma mulher, colocou na máquina um software espião para registrar imagens dela. Segundo a polícia de Gainesville (Flórida, EUA), os vídeos feitos com a webcam do notebook deram origem a mais de 20 mil fotos da jovem vítima, muitas delas sem roupa.

Craig Matthew Feigin, 23, foi detido na sexta-feira (1). Ele responderá na Justiça por modificar dados do computador – outras acusações relacionadas ao caso ainda podem ser feitas.

Joseph Mayo, investigador da polícia de Gainesville, disse que as imagens registradas ilegalmente eram todas enviadas para um servidor localizado na Europa oriental, mas não há informações se elas eram vendidas. “Temos mais oito ou nove vítimas em potencial [de Feigin]”, disse Mayo.

O jornal local “Gainesville Sun” conta que a situação teve início em 4 de julho, quando a vítima de Hialeah foi até Gainesville visitar seus amigos. A mulher, que não teve o nome divulgado, disse à polícia que seu computador estava muito lento e que seus conhecidos indicaram Feigin para resolver o problema. Ela teria deixado a máquina com o técnico naquela mesma noite e pegou o computador de volta no dia 5 de julho.

A vítima começou então a notar “comportamentos” estranhos: toda vez que ela chegava perto do computador, por exemplo, uma luz se acendia (esse era o indicador de que a câmera estava ligada). Além disso, ela afirmou que a bateria passou a durar menos tempo do que o normal.

Segundo o investigador, ela então pediu ajuda de um amigo que trabalha com tecnologia. Dessa forma, continua o jornal, ela descobriu o software instalado sem sua autorização, que permitia a Feigin controlar a webcam remotamente. Confrontado pela polícia, o técnico admitiu ter instalado o programa e disse ainda ter feito o mesmo na máquina de outras mulheres.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Tecnologia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s